Quando o Amor Faz Mal – Relacionamentos do Tipo Preciso Te Curar

Psic. Odegine Graça

Existem certas pessoas que aprenderam que amar é sofrer. Relacionamentos para elas se dão a base de muita adrenalina e crise. Urgência é a palavra de base.

Esse tipo de pessoa vai procurar relações com outras pessoas difíceis e dependentes. Ele é o sustentaDOR, no sentido literal da palavra. Tenta curar-se através da cura do outro.
Pessoas com essa disposição emocional vão procurar pessoas difíceis, dependentes e principalmente comprometidas. Essas pessoas tem muita dificuldade de se entregar em uma relação aberta e de crescimento mútuo, por isso vão à procura de relações problemáticas onde possam permanecer em sua dor e solidão. Na verdade essas pessoas se negam a relação, elas procuram uma “não relação”.
Essas pessoas se caracterizam por uma forte teimosia em se manterem ali, naquele sofrimento e por mais que tudo testemunhe contra a relação, elas permanecem ali, sofrendo, prostradas, destrutivas, indo com toda a força contra a realidade e se prestam a expectativas mágicas de que a pessoa vai mudar por um toque de cristo, fadas ou budas, sem que a própria pessoa queira mudar. Essas pessoas são adictas de paixões negativas e vivem desse vício.
Uma característica desse tipo de pessoas é o super controle. As coisas tem que ser do seu jeito e se consideram acima de qualquer realidade ou vontade do outro. Ela decide que a única realidade é a sua própria vontade e sua opinião. Por mais que o outro diga que não vai mudar, recuse-se ao diálogo, a pessoa fecha-se em seu mundo e recusa-se a enxergar o ponto nevrálgico da relação e de si mesmo.
Quando essas pessoas conseguem ver que somente ao curar-se é que terão uma chance, muitas vezes já é muito tarde, já estão tão enfraquecidas que já adoeceram gravemente,  fisicamente falando.
Esse tipo de emoção confundida com amor mata.
É importante lembrar que o amor é bom, faz crescer e acima de tudo liberta. Quanto mais patológica é uma relação mais amarrada ela é, ou seja, mais difícil de viver livre e independente do outro se torna. Amor de verdade é a capacidade de compartilhar de saber que eu vivo muito bem sem aquela pessoa, mas eu escolho viver minha vida com aquela pessoa.
Lembre-se: amor é liberdade, doença é aprisionamento e necessidade.

12 Responses to Quando o Amor Faz Mal – Relacionamentos do Tipo Preciso Te Curar

  • Elza Rodriguês says:

    Querida Odegine, tenho vivido algo parecido , esses problemas de amor.

  • Elizabeth says:

    O amor não pode ser visto ou melhor sentido como um sofrimento;
    acredito que ele é verdadeiro quando acontece livremente, sem excessos , sem apegos doentios, sem cegar ou ensurdecer,oferecendo prazeres e consequentemente alegrias para quem está envolvido.Assunto de grande relevância.
    Obrigado.

  • Silvia says:

    Eu achei o tema de grande relevância pois vivo em uma relação que busco sair há anos mas não consigo dar um fim.
    Ele ja estava comigo quando se envolveu com outra pessoa, hoje vive com ela mas não nos deixamos…
    O que faço?
    Preciso de uma orientação…

  • Odegine says:

    Olá minha querida.
    Em primeiro lugar procure ajuda para você. É preciso que esteja bem forte e segura para dar um basta a situação. Quando você mudar as coisas dentro de você e realmente decidir que esse homem deve ficar longe, ele vai ficar. Acredite, dentro de nós existe uma força indescritível vinda de nossas verdadeiras e inquestionáveis decisões. Acima de tudo saiba você merece ser feliz.
    fique bem.

  • sunschine says:

    Olá.

    Eu vivi uma situação muito parecida, durante alguns anos, mas consegui me libertar, depois de muita luta e conhecimento interior, é possivel, sim, a partir do momento em que nos valorizamos, e escolhemos ser felizes, porque ninguém merece viver assim, isso não é amor, porque o amor verdadeiro nos enriquece e nos faz fellizes.

  • Cá entre Nós says:

    É isso mesmo querida :)
    Amor primeiro por si, depois por outro.
    obrigado pela sua opinião.

    Odegine Graça

  • Ana Thamires says:

    Passo por uma situação assim.. ele sempre diz que vai mudar e nunca muda sempre acaba me decepcionando.Me vejo todo dia angustiada ,ciumenta quase louca sei que o relacionamento não dá mais certo, ja tentei por um fim várias vezes e não consigo. Eu espero profundamente que essa hora chegue eu estou me tornando uma pessoa que eu jamais quis ser.

  • tania says:

    vivo uma situação assim e nao consigo sair fora do relacionamento…tento ter forças para terminar mais nao consigo acho que é um pouco tambem de medo e cupa…por amar muito ele nao consigo mi afastar e ser feliz com outra pessoa

  • Amelia says:

    ah 1 ano venho sofrendo por amar demais,fiquei obsessiva pelo meu namorado,sou completamente apaixonada por ele ,ele totalmente fechado,nao gosta de falar,e viciado em jogos on line,nao me da atenção que eu mereço,eu faço tudo por ele ,sou extremamente ciumeta e essa relação so me faz mau,tive queda de cabelo por stress,me afastei de amigos,familia por ele ,ja disse q ia fazer uma besteira se ele me deixa-se ,estou sem chao neste exato momento por que tomei a atitude de terminar ,pois esta relação nao esta fazendo bem pra ninguém ,deus me ajude a ser forte por que vou precisar

  • Alessandra says:

    Como sair por cima de uma relação que so me põe pra baixo?

  • Fernando Sobreira says:

    tenho problemas um pouco graves justo levarme ao omisside Obrigado

  • Achiley says:

    Queria uma ajuda. estou numa fase que nem eu me entendo me encontro totalmente confusa vivi um relacionamento de 1 ano, Me sentia mt feliz c essa pessoa mas agora nao sei o que sinto por ela e resolvir terminar. sofro por fazer ela sofrer, e sofro porque gosto muito dela, queria que a gente fosse pelo menos amigas mas nao sei se é possivel mais.

“Cá Entre Nós” no seu E-Mail

Contato

R. Padre Anchieta 2454, Conj. 1304
Bigorrilho, Curitiba - PR
CEP 80730-000
(41) 3014-8779
(41) 9813-8726
odegine@caentrenos.org


Sites Relacionados




Cá Entre Nós no Facebook